21 de jun de 2007

A programação da FLIP vai além da literatura
A programação da FLIP vai além da literatura. O cinema também ocupa lugar de destaque, com várias atrações na Casa de Cultura de Paraty. A mais importante delas será a estréia do documentário Português, a língua do Brasil, de Nelson Pereira dos Santos, que oferece uma visão panorâmica da diversidade lingüística do Brasil por meio de depoimentos de membros da Academia Brasileira de Letras.
Logo após a apresentação do filme, no dia 7 de julho, haverá um debate com o cineasta, que também pertence à ABL. A V FLIP será realizada de 4 a 8 de julho, em Parati, com a participação de mais de 40 escritores nacionais e internacionais. O evento é uma realização da Associação Casa Azul, com o patrocínio do Unibanco e da TIM, mais apoio de Visa e Eletronuclear.
Como o homenageado da FLIP deste ano será o escritor Nelson Rodrigues, nada melhor do que rever clássicas adaptaçõescinematográficas de alguns de seus textos e conhecer um registro filmado de montagem teatral. O longa-metragem Toda nudez será castigada, dirigido por Arnaldo Jabor em 1973, é uma das melhores transposições do universo rodrigueano para as telas. Boca de ouro, realizado por Nelson Pereira dos Santos em 1962, com Jece Valadão no papel central, é outro filme fundamental no repertório de adaptações.
Vestido de noiva, de 2001, marcou a estréia de Joffre Rodrigues, filho do dramaturgo, como diretor de cinema. Uma peça filmada está programada: Boca de ouro, dirigida por Zé Celso Martinez Corrêa e filmada por Tadeu Jungle. Os três filmes e a peça filmada serão apresentados ao público pelos próprios realizadores.
fonte: Portal da Propaganda

Nenhum comentário: